NOTÍCIAS

DÓLAR OPERA EM ALTA, COM FOCO NAS NEGOCIAÇÕES ENTRE EUA E CHINA

O dólar opera em alta nesta terça-feira (29), com as expectativas centradas nas reuniões de política monetária no Brasil e nos Estados Unidos, em meio a otimismo cauteloso sobre a guerra comercial entre EUA e China.
 
 
Às 14h18, a moeda norte-americana subia 0,16%, vendida a R$ 3,9988. Veja mais cotações. Na mínima da sessão até o momento, chegou a R$ 3,9839. Na máxima, alcançou R$ 4,0043.
 
No dia anterior, a moeda norte-americana caiu 0,39%, a R$ 3,9924. Foi a primeira vez desde o dia 15 de agosto que o dólar terminou o dia abaixo do patamar de R$ 4.
 
Segundo a Reuters, as expectativas otimistas em torno das negociações comerciais entre EUA e China continuavam a dar o tom para os mercados nesta sessão, depois que presidente dos EUA, Donald Trump, disse na segunda que espera assinar uma parte significativa do acordo comercial com a China antes do previsto.
 
Nesta terça-feira, o assessor da Casa Branca Jared Kushne afirmou que os Estados Unidos e a China chegaram a um entendimento sobre a direção de suas relações comerciais. Kushned disse que o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, "fizeram um acordo fabuloso" com Pequim.
 
O mercado aguarda a próxima reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) para decidir o rumo da taxa de juros dos Estados Unidos na quarta-feira.
 
Na cena doméstica, a expectativa é de mais cortes na taxa básica de juros da economia, a Selic, com apostas de que o Banco Central reduza para uma mínima recorde de 5% na quarta-feira, de acordo com a visão unânime em pesquisa da Reuters com economistas.
 
O BC vendeu todos os US$ 525 milhões em moeda spot ofertados, além de todos os 10.500 contratos de swap reverso (de oferta de 10.500 contratos).
 
Fonte: G1

Parceiros

Real Time Web Analytics